AS LETRAS, AS PALAVRAS E O ACORDO ORTOGRÁFICO

No 1.º ciclo houve sempre uma grande polémica sobre o nome da letras. Apesar de o novo Acordo Ortográfico não impedir outras formas de designação, penso que será aconselhável uniformizar esta matéria e, explicitamente, trabalhar com os alunos a diferença entre grafema e fonema e, muito importante, a consciência fonológica, isto é: a consciência silábica (isolar sílabas), a consciência intrassilábica (isolar unidades dentro da sílaba) e a consciência fonética ou segmental (isolar os sons da fala).

A Base I do Acordo Ortográfico explicita a  designação das 26 letras do Língua Portuguesa:

a A (á)
b B (bê)
c C (cê)
d D (dê)
e E (é)
f F (efe)
g G (gê ou guê)
h H (agá)
i I (i)
j J (jota)
k K (capa ou cá)
l L (ele)
m M (eme)
n N (ene)
o O (ó)
p P (pê)
q Q (quê)
r R (erre)
s S (esse)
t T (tê)
u U (u)
v V (vê)
w W (dáblio)
x X (xis)
y Y (ípsilon)
z Z (zê)

 

 

Anúncios

O mais antigo dicionário da Língua Portuguesa agora on-line

“Vocabulário Portuguez e latino”

O Vocabulário portuguez e latino ( 1712-1728 ) do Padre Raphael Bluteau é o primeiro dicionário da Língua Portuguesa. Num projecto da Universidade de S. Paulo, Brasil, alunos e professores digitalizaram os seus dez volumes que, agora, estão disponíveis on-line no seu site ou na Biblioteca Brasiliana USP. Este projecto foi promovido pela Reitoria da Universidade e desenvolvido em parceria entre o Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) e a Biblioteca Guita e José Mindlin. O trabalho foi coordenado pela historiadora Márcia Moisés Ribeiro.

Este é o segundo dicionário raro digitalizado pelo IEB, o primeiro foi o de “Medicina Popular”, também disponível on-line no site do IEB.

A propósito do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa existem muitos que se arvoram em defensores da Língua mas, perante este exemplo vindo do Brasil que sentido faz haver alguém afirmar-se como o único, o legítimo, DONO da língua e defensor da sua pureza original?
Quem vilipendia o acordo faz uma grande e propositada confusão entre ortografia (as regras da escrita) e a linguagem.

Parabéns, Brasil, por esta iniciativa.

————–

Informaçãoes adicionais:

Os 8 volumes que compoem o dicionario foram publicados ao longo de 9 anos, a saber: Volumes I e II, em 1712; III e IV, em 1713; volume V, em 1716, volumes VI e VII, em 1720 e o volume VIII, em 1721. Aos 8 volumes juntaram-se outros dois de suplementos publicados entre 1727 e 1728, contendo mais de cinco mil vocábulos que não constavam nos volumes anteriores.

VOCABULARIO PORTUGUEZ & LATINO,
aulico, anatomico, architectonico…
Autor BLUTEAU, Raphael
ANO 1712 – 1728
LOCAL Coimbra

.